O canto das sereias nas redes sociais: Simbolismo da Sereia

Quando eu morrer

Voltarei para buscar os instantes

Que não vivi junto do mar

– MARIA BETHÂNIA
Sereias do ser, em pastel oleoso, por Kaligula. Junho de 2021
Sereias do Ser, Pastel Oleoso (Junho 2020) – Kaligula. “Quando pintei essas sereias, na saudade de casa durante a pandemia em São Paulo, não tinha em mente o tamanho do meu reencontro com seu simbolismo ao retornar para Búzios. ”

” Tudo é uma evolução constante

O que antes foi, hoje não é mais

O que seria, nunca foi

Sereias que navegam nas águas do tempo, não se afogam nas profundezas do ser

Elas conhecem o segredo da criação

Sabem que tudo nasce, morre e renasce nas águas “

Não é raro encontrar algum rabo de peixe de ponta cabeça com indicações solares de água e felicidade. Por todos os lugares vemos referências da figura mitológica feminina que habita a imaginação da liberdade dos prazeres na água. Sejam as de água doce, posando em rios e cachoeiras, ou as do sal repousadas em suas cangas de praia ou pranchas de surfe.

O misticismo das donzelas meio habitantes das profundezas decora um dos arquétipos femininos mais presente nos dias de hoje; principalmente em áreas do litoral onde a vida praiana é muito mais do que apenas um estilo de vida; mas também uma cultura enraizada que se desenrola todas as suas atividades ao redor do mar e do sol. Como é o caso da cidade em que moro, Búzios.

As sereias são criaturas fantásticas que habitam a mitologia de diversas culturas, sendo encontradas referências por todo continente europeu, asiático, africano e americano. É inegável a presença e a força do símbolo para a cultura globalizada; sendo suas figuras ostensivamente estampadas e exaltadas em objetos, animadas em desenhos ou como personagens em romances e epopeias. A lista das contribuições culturais das sereias é extensa.

A Mermaid (“Uma Sereia”) de John William Waterhouse

Quando abro o Instagram encontro dezenas de referências ao arquétipo mais querido entre minhas conhecidas. Muitas se consideram sereias de alguma forma, ou estão cientes da sua ligação com sua metade do mar. É uma verdadeira epidemia de sereias dando bom dia em diversas poses com o mar no fundo, um belo sol ou um corpo escultural posando de forma descontraída exaltando sua beleza. Outras são mais radicais e já impressionam pela arte de se equilibrar surfando em vibes em profunda conexão com as marés. Algumas remam, outras mergulham fundo suas missões, outras mais ousadas se exibem ou possuem beleza interior tão exuberante quanto a delicadeza da espuma pintada por Botticelli em seu quadro O Nascimento de Vênus.

Mas qual será a mensagem desse símbolo para os nossos dias atuais? O que essa identificação massiva das mulheres tem a dizer? O Símbolo já existia há muito tempo e conta com inúmeras representações.

Na mitologia grega, eram seres encantados habitantes dos rochedos próximos ao mar metade pássaro, que vieram a se tornar também metade peixes, que encantavam marinheiros com suas canções sedutoras e o traziam para o fundo do mar.
Já durante a Idade Média foram atribuídos pelo cristianismo o simbolismo da bestialidade feminina da luxúria e as tentações da carne; representadas pelo espelho e o pente, já manifestados na iconografia das sereias durante esse período. No entanto, a figura das sereias já era conhecida pelos homens desde 1000 a.c na Assíria sendo cultuadas como deusas; e também possuem extensa representações nas divindades femininas de religiões de matrix Africanas. Oxum e Iemanjá são extremamente conhecidas e cultuadas nas religiões brasileiras.

Yemanjá, Rainha do Mar | Wiki | Wicca & Bruxaria Amino
Iemanjá, rainha do mar.


Uma curiosidade na longa e extensa trajetória da história das sereias é que elas sempre são figuras femininas temidas ou perseguidas por homens. Estando correlacionadas com mistérios da sensualidade, fertilidade, prosperidade, magia, cura e maternidade. Seres mágicos pertencentes a outro reino que convidam os habitantes da superfície a mergulharem nas profundezas escuras ou repousarem sob o sol.

Representam o processo híbrido de ser meio-humana/meio-divina dividida entre dois mundos que só pode ser acessada ao se desvendar os mistérios de navegar pelas marés, sobreviver aos perigos do mar profundo. Ou os encantos do amor.

As sereias também colorem a imaginação das meninas servindo como ícone de poder de sedução e charme. Sempre muito convidativas, se tornaram um símbolo da mulher mística como uma força da natureza; damas, senhoras e mães d’águas. Uma ode a beleza feminina inalcançável pelo poder dominador dos homens, livre e molhada.
São as mensageiras que transitam entre as superfícies e guardam seus tesouros nas profundezas do oceano e exibem suas riquezas ao deixarem o sol beijar suas peles. Além de ser um convite a vaidade feminina, tão notada desde tempos imemoriais para o desabrochar da feminilidade e delicadeza.

A dualidade presente no símbolo da sereia, possui obviamente significado diferente para homens e mulheres, no entanto; o perigo presente nas sereias para o homem é justamente seu poder de sedução que está correlacionado com características femininas fundamentais para a propagação da vida: a sensualidade e a maternidade. A água é essencial para gerar vida, assim como o ventre da mulher. No imaginário feminino a sereia é um símbolo de poder e liberdade sexual, uma representante da maturidade feminina com toda a complexidade da inocência e perspicácia que cabe em cada mergulho em nossas profundas marés emocionais. Guardiães e anfitriãs dos prazeres e tesouros guardados nas águas.

Nesse pedaço do mundo chamado Búzios onde as mulheres se identificam tanto com esses seres fantásticos a mensagem é muito clara sobre seus corpos livres que repousam nas praias em diferentes tamanhos de biquínis e cores. O canto da diversidade das sereias está mais presente do que nunca.



Victória Lisboa, a Kaligula
Verão de 2021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s